Comissões

A ABCG - Santa Casa conta com diversas comissões e comitê, de caráter permanente, compostas por profissionais multidisciplinares, cujas responsabilidades variam conforme suas especificidades individuais.

A ABCG Santa Casa conta com diversas comissões e comitê, de caráter permanente, compostas por profissionais multidisciplinares, cujas responsabilidades variam conforme suas especificidades individuais. Seus objetivos são: a preservação da vida, a promoção da saúde das pessoas e do ambiente, a melhoria de processos, a humanização, a segurança e o desenvolvimento da qualidade, para que a Instituição possa oferecer, cada vez mais, serviços de saúde qualificados. São as seguintes comissões e comitê constituídos:

 

 Comissão Hospitalar de Prevenção de Mortalidade Materno Neonatal:

 

Tem caráter ético, técnico, educativo e de assessoria. Analisa, estuda e investiga os casos com o objetivo principal de elucidação das circunstâncias da ocorrência dos óbitos maternos, infantis e fetais para identificar e propor melhorias na qualidade da assistência à saúde para a redução da mortalidade materna perinatal e infantil.

 

 

Comissão de Controle de Qualidade e Padronização de Medicamentos e Material Médico-Hospitalar:

 

Responsável pelo desenvolvimento e supervisão das políticas e práticas de seleção e uso racional de medicamentos e material médico-hospitalar da instituição, visando contribuir para a melhoria na qualidade da assistência prestada à saúde. Dentre as principais atribuições da Comissão estão a realização de avaliações, a elaboração da relação de materiais padronizados e o desenvolvimento de ações de tecnovigilância com o intuito de proporcionar ganhos terapêuticos e econômicos, otimizando os recursos humanos, materiais e financeiros disponíveis na Instituição.

 

 

 
Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional:

 

Com a finalidade de Identificação precoce dos pacientes com risco nutricional, direciona a escolha da melhor via de terapia nutricional, seja por via oral, enteral ou parenteral, realiza criação de protocolos para avaliação e terapia nutricional, proporcionar atividades de educação e formação de novos profissionais, combinando as áreas de conhecimento de cada membro da equipe, de conformidade com a Resolução nº. 63 de 06/07/2000, Portaria nº. 272 de 08/04/1998, e Portaria nº. 337 de 14/04/1999 e Portaria GM/MS nº. 343, de 07/03/2005.

 

 

Comitê Transfusional:

 

Com a finalidade de proporcionar a melhoria das práticas hemoterápicas da instituição, aumentando a segurança transfusional,  otimizar o uso dos hemocomponentes e  estreitar a relação do serviço de hemoterapia e os diversos serviços do hospital com um programa efetivo de revisão da utilização de hemocomponentes, assim como acompanhar, investigar e notificar os eventos adversos, incidentes transfusionais imediatos e tardios, além de promover e participar de treinamentos em hemovigilância e desenvolver protocolos para unificação de condutas em hemoterapia.

 

 

Comissão de Análise de Óbitos e Biópsias:

 

Com a finalidade de analisar os óbitos, os procedimentos e as condutas profissionais realizadas, bem como a qualidade das informações das declarações de óbitos e a avaliação dos laudos necroscópicos, a fim de se manter um estudo sistêmico da assistência e causa morte. Contribuindo para a melhoria da qualidade da assistência prestada no Hospital e detectar possíveis ocorrências de eventos que indiquem necessidade de revisão de processos ou funcionamento das unidades assistenciais. A comissão analisa prontuários em relação à qualidade e pertinência das informações contidas no documento, bem como a conduta profissional. Situações de óbitos também são avaliadas para certificar que os procedimentos adotados no atendimento/tratamento estavam de acordo com os protocolos estabelecidos.

 
 

 

Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes:

 

Com a finalidade de identificar os potenciais doadores, organizando o processo de captação de órgãos da ABCG realizando entrevistas com os familiares dos potenciais doadores, dentro dos parâmetros éticos e legais o cumprimento do direito de doação de órgãos e tecidos para transplantes, proporcionando o melhor atendimento, esclarecendo a importância da doação de órgãos.

 

Comissão de Revisão de Prontuários Médicos, Documentação Médica e Estatística:

 

Com a finalidade de realizar avaliação Ética e Administrativa dos Prontuários, observando o cumprimento da obrigatoriedade do preenchimento, pela equipe multidisciplinar de assistência à saúde, para que os Prontuários tenham valor Primário (informação sobre a saúde do paciente), valor Secundário (informações úteis para estatística) e valor Terciário (informações para ensino e pesquisa).

 

 

Núcleo de Segurança do paciente:

 

Com a finalidade e responsabilidade em  promover e apoiar a implementação de ações voltadas à segurança do paciente, como a elaboração, implantação e monitoramento do Plano de Segurança do Paciente, atuando sobre assuntos que, direta ou indiretamente, relacionam-se com a segurança dos nossos clientes e à gestão de riscos nas áreas assistencial e sanitária
São princípios e diretrizes do NSP:
I - A melhoria contínua dos processos de cuidado e do uso de tecnologias da saúde;
II- A disseminação sistemática da cultura de segurança;
III - A articulação e a integração dos processos de gestão de risco;
IV - A garantia das boas práticas de funcionamento do serviço de saúde.

Desta forma, com o objetivo de promover um ambiente cada vez mais seguro para os pacientes assistidos na instituição, o NSP da ABCG Santa Casa busca prover à administração do hospital metodologias e ferramentas que permitam a efetiva implantação do processo de gerenciamento de segurança do paciente, compreendendo ações proativas na identificação, análise, avaliação, tratamento, mitigação e monitoramento contínuo de riscos, visando inibir a ocorrência de eventos adversos e criar um ambiente cada vez mais seguro para todos.

 

 

Comissão de Humanização:

 

Têm finalidade técnico-científica permanente com objetivo de desenvolver e implementar ações de humanização na assistência aos pacientes e nas relações com e entre os trabalhadores, além de reconhecer, valorizar e divulgar outras iniciativas, já implementadas ou em desenvolvimento na instituição sob a perspectiva da Política Nacional de Humanização (PNH) do Ministério da Saúde. Dentre as atribuições desta comissão destacam-se: Possibilitar, difundir e consolidar a criação de uma cultura de humanização democrática, solidária e crítica; conceder e implantar novas iniciativas de humanização, que venham beneficiar, os profissionais de saúde e os clientes internos e externos da Santa Casa; elaborar e implantar planos operacionais de ações humanizadas.

 

 

Comitê processamento de produtos para saúde:

 

De natureza consultiva, deliberativa, normativa e educativa, implementado com a finalidade de estabelecer e controlar os requisitos de boas práticas para o funcionamento dos serviços que realizam o processamento de produtos para a saúde visando à segurança dos pacientes e profissionais envolvidos, em cumprimento a Resolução – RDC nº. 15, de 15 de março de 2012. Dentre as atribuições destacam-se: Analisar e avaliar os dados sobre incidentes e eventos adversos decorrentes do processamento de produtos para saúde e prestação do serviço de saúde; Analisar e aprovar os indicadores para o controle de qualidade do processamento dos produtos propostos pelo responsável pelo CME;

 

 

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH):

 

É um órgão que atua diretamente vinculado à Diretoria Técnica do Hospital e o Serviço de Controle de Infecções Hospitalares (SCIH) é quem realiza as ações de prevenção e controle das infecções hospitalares. O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar é o órgão encarregado pela elaboração, implantação e avaliação do Programa de Controle de Infecções Hospitalares, que é um conjunto de ações desenvolvidas visando a redução máxima possível da incidência e gravidade das infecções hospitalares. Também é responsável por realizar as notificações devidas à Vigilância Sanitária (VISA) e por implementar novas diretrizes dos órgãos fiscalizadores. Além disso, promovem treinamentos, campanhas educativas e de sensibilização para os funcionários.

 

 

Comissão de contratualização:

 

A Comissão de Acompanhamento da Contratualização executa o monitoramento e a avaliação dos serviços prestados pelo hospital em relação ao contratualizado com o convênio SUS quanto à:

  • O cumprimento das metas quali-quantitativas e físico-financeiras;

  • Capacidade instalada; e

  • Readequação das metas pactuadas, os recursos financeiros a serem repassados e outras que se fizerem necessárias.

 

 

Comissão de Proteção Radiológica:

 

Com a finalidade de revisar sistematicamente o Programa de Proteção Radiológica para garantir que os equipamentos sejam utilizados e os procedimentos executados, observando-se os regulamentos vigentes de proteção radiológica e recomendar as medidas cabíveis para garantir o uso seguro dos equipamentos emissores de radiação existentes na Santa Casa de acordo com a Portaria Interministerial nº. 285 de 24/03/2016 e Portaria 453, de 01 de junho de 1998.