Cotidiano

Unidade de Trauma começa a ser ocupada nesta segunda-feira

10/09/2018

Começou na manhã desta segunda-feira (10), a transferência dos pacientes do setor de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de Campo de Grande para as enfermarias da Unidade de Trauma. O início do funcionamento do local ficou decidido durante reunião realizada no último dia 30 de agosto com representantes das Procuradorias da República, do Ministério Público Estadual, das Secretarias de Saúde do Estado e Município, além do presidente da instituição, Dr. Esacheu Nascimento.

 

A primeira paciente a ocupar a Unidade de Trauma foi a autônoma de 35 anos, Patrícia Souza Corrêa. A paciente está internada há um mês, vítima de acidente de trânsito e aprovou o novo local para sua recuperação. “A enfermaria que estava internada na Santa Casa está com a estrutura toda degradada e, para mim, que estou internada há um mês, não me sentia muito bem lá. Aqui, já não terei problema. Tudo novo, bonito e diferente. Que bom que este prédio começou a funcionar”, aprovou a paciente.

 

A transferência começou para as enfermarias e, dentro de um cronograma, até o mês de dezembro, todo o prédio deverá estar em funcionamento. Dos 100 leitos de enfermarias, 51 deles foram autorizados pela Vigilância Sanitária para serem ocupados neste primeiro momento. “Estamos transferindo estes pacientes, pois aqui eles estarão muito melhor acomodados do que nas alas antigas em que estavam, além de nos permitir fazer novas reformas para que possamos acomodar pacientes de outras especialidades no local”, explicou Dr. Esacheu Nascimento.

 

Esacheu informou que o Ministério da Saúde irá liberar R$ 2 milhões no início de outubro, R$ 4 milhões no início de novembro e R$ 6 milhões no início de dezembro e o Estado ficou responsável pelo repasse mensal de outros R$ 2 milhões a partir do mês que vem para custear o início gradativo das atividades na nova Unidade.

 

Quanto ao aumento dos serviços em cirurgias, ficou estipulado durante a reunião, que, um terceiro turno cirúrgico será implantado no hospital a fim de mitigar a fila de cirurgias de urgência. A acomodação dos pacientes provenientes deste aumento de produção cirúrgica será feita na nova Unidade. “Nós já estamos iniciando, mediante acordo que firmamos, o terceiro turno para receber os pacientes eletivos que necessitam de cirurgias. Isso vai ser feito no centro cirúrgico principal da Santa Casa e dentro desses três meses virá para o prédio da Unidade de Trauma”.

 

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio de seu secretário, Dr. Marcelo Vilela, disponibilizou dois profissionais cirurgiões para ajudar o hospital na realização do referido turno até que a verba específica para este fim seja integralizada pelos entes públicos.

 

A promotora, Dra. Filomena Fluminhan, solicitou durante a reunião do dia 30 que seja feito um cronograma de realização dos serviços que atenda, desde este início, até a integral efetivação dos mesmos, o que deve ocorrer de acordo com a integralização dos recursos. Em contrapartida aos recursos aportados deverá ser feito, nos próximos dias, um termo aditivo ao documento descritivo da Contratualização da Santa Casa, relatando os novos serviços a serem realizados pelo hospital com atenção às demandas apresentadas pelos gestores.