Cotidiano

“Seja Digital” doa 180 kits de conversores à Santa Casa

08/08/2018

Nesta quarta-feira (8), a Santa Casa de Campo Grande recebeu, por intermédio do setor de captação de recursos, cerca de 180 kits de sinal digital para as enfermarias que atendem aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). No período da tarde, o presidente do hospital, Dr. Esacheu Nascimento, junto com diretor secretário, Arly Serra, e a gestora de captação de recursos, Cátia Almeida, receberam o representante da ONG Sinal Digital, Bruno Sampaio, para formalizar a doação dos kits.

 

Com a desativação do sinal analógico a partir da próxima semana, a Santa Casa realizou um levantamento em todo o complexo hospitalar para identificar os setores que seriam prejudicados, a partir disto, o setor de captação de recursos iniciou o processo de negociação com a Seja Digital até que os kits fossem disponibilizados. A princípio, os conversores serão instalados em todos as enfermarias do SUS e depois disponibilizados aos demais setores de apoio.

 

Márcia Alves Ferreira, 40, está internada há duas semanas no setor de ortopedia por conta de um grave ferimento na mão direita. A paciente ficou muito feliz com a notícia dos conversores, pois a televisão que está em seu quarto de internação ficará sem sinal. “Eu fico muito feliz em saber da doação. Nós estávamos precisando mesmo, pois tinha algumas vezes que a nossa televisão “chiava” o dia todo e a imagem ficava muito ruim. A doação mostra o quanto o hospital tem ajudado os pacientes”, disse a paciente.

 

Em agradecimento a empresa, o presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, falou do benefício da doação. “Gostaríamos de agradecer a Seja Digital em nome de todos os pacientes que aqui estão internados e dizer que essa doação irá facilitar a vida de todos eles. Faremos as instalações o mais breve possível para que até o dia do desligamento todas as alas estejam beneficiadas com os conversores”, afirma o presidente.

 

Bruno Sampaio, representante da Seja Digital, viu na oportunidade da doação uma forma de completar os trabalhos que têm sido realizados pela ONG, mesmo não sendo a missão principal da empresa, mas que buscam atender a todos que precisam. “A nossa missão é não deixar ninguém sem atender. Sabemos da realidade financeira que o hospital enfrenta, os grandes atendimentos e é muito gratificante poder ajudar a Santa Casa, doando os kits. Passamos por vários lugares e essa doação feita ao hospital coroa todo esse processo de digitalização de instituições”, finaliza Bruno.